Você está aqui: Página Inicial Atas 2015 Ata nº 3

Ata nº 3

Aos treze dias do mês de maio de dois mil e quinze, às nove horas e trinta e dois minutos, na sala 215 do Campus Provisório da EFLCH, reuniram-se os membros da Comissão de Ensino de Pós-Graduação em Letras, estando presentes os seguintes professores doutores: Sandro Luis da Silva (coordenador do Programa), Álvaro Antonio Careta e Fernanda Miranda - representantes da área de Estudos Linguísticos - e Renata Phillipov e Leila Aguiar - representantes da área de Estudos Literários, a Secretária do Programa Fernanda Lourenço e a representante discente Mayara Bignani. Foram discutidos os seguintes assuntos: 1) aprovação da ata das reuniões dos meses de fevereiro e março de dois mil quinze. 2) Credenciamento de professores: a coordenação do Programa, inicialmente, informou que os pedidos ainda estão na Secretaria do Programa, sem previsão para os encaminhamentos da Câmara. Explicou sobre os pedidos de reconsideração dos Professores Ivan, Guilherme e Ana Cláudia. Tendo em vista os critérios do Edital do Programa e os da Câmara de Pós- Graduação, não foi possível atender ao pedido dos professores Marcelo Marcelino, Graciela e Fernando. Professor Sandro irá conversar individualmente com cada um desses três professores, a fim de expor a situação de cada uma das solicitações. Ainda foi discutida a situação do Prof. Dr. Orlandi Vian Jr, que está em fase de transferência da UFRN e, por esse motivo, por enquanto não poderá ser credenciado pelo Programa como professor orientador permanente, tendo em vista não possuir, ainda, vínculo formal com a Unifesp (conforme Regimento da Pós-Graduação da Unifesp). Dois encaminhamentos: a) que espere a oficialização do professor para o pedido ou b) seja credenciado como professor colaborador. O professor Sandro verificará o andamento do processo de vinda do Prof. Orlando para fazer sugestão de qual o melhor procedimento a ser adotado. Ainda em relação ao credenciamento de professores, o professor Sandro informou sobre o envio ao Comitê de Pós-Graduação da nova tabela de pontuação do Programa. Após a discussão entre os presentes sobre os critérios de credenciamento, acordou-se que o tema será discutido na próxima reunião da CEPG. O professor Sandro sugeriu, ainda, que os critérios sejam levados à reunião de Departamento, a fim de que sejam discutidos e referendados pelo Conselho. Os presentes também lembraram que é preciso discutir, dentro do Departamento, as metas do Programa, seja a curto, médio ou a longo prazo. Quando a Câmara solicitar os documentos de credenciamento, a Coordenação elaborará um documento explicitando a necessidade do credenciamento dos 08 professores que fizeram o pedido. 3) Pedido de matrícula fora de prazo. Havia dois pedidos: a) aluno Guilherme Maffei Leão, de Estudos Literários. A solicitação foi justificada com atestado médico. A CEPG acolheu o pedido com algumas condições: a) que ele apresente um plano de trabalho para o cumprimento do prazo (disciplinas a serem cursadas, atividades acadêmicas, escrita da dissertação, exame de qualificação e defesa); b) anuência do professor-orientador. b) aluno João Paulo Vicente Prilla, de Estudos Linguísticos. A solicitação foi indeferida. É ingressante e a CEPG considerou, ainda, os seguintes fatos: 1) o aluno não apresentou argumentos (e comprovação) que justificassem a não realização da matrícula no período estipulado pelo Programa; 2) o aluno não cumpriu a norma da Pós-Graduação da Unifesp (a não efetivação de matrícula dentro do prazo); 3) foi avisado várias vezes por email sobre a matrícula; 4) reconheceu em emails que havia confundido as datas; 5) ele próprio estipulou o quando poderia fazer matrícula (segundo email enviado por ele para a Secretaria); 6) o Orientador concordou com a decisão da CEPG. 4. Ações prioritárias do Programa para o próximo biênio: a Câmara de Pós- Graduação solicitou o envio de um documento em que cada Programa exponha as ações prioritárias para o próximo biênio. É um pedido da Pró-Reitoria que busca um levantamento dos Programas da Unifesp. O Prof. Sandro irá elaborar (até segunda) um quadro com as ações que a CEPG julgou mais importantes. O prazo de entrega do documento é 20 de maio de 2015. 5. Editais: a) processo seletivo de bolsas: a princípio eram 2 bolsas, mas, na terça-feira antes da reunião, foram concedidas mais duas bolsas. Inclusive, o edital enviado pelo Coordenador aos membros da CEPG constava apenas duas bolsas. Na reunião, o edital foi corrigido, ofertando 04 bolsas (duas vindas da redistribuição de bolsas de 01 ano de outros Programas da Unifesp). O edital já está na página do Programa para conhecimento de todos os professores orientadores, envio em anexo o edital. Todos os alunos do programa podem se candidatar às vagas. b) processo seletivo para o mestrado em Letras 2016. Durante a reunião, foram sugeridas algumas modificações, como: 1) inscrição apenas via eletrônica (não temos espaço para guardar documentação), 2) os candidatos evitam gastos com Sedex (principalmente para aqueles que não forem aprovados), 3) aumento de 01 (uma) hora para a prova de proficiência, 4) indicação de apenas um nome de professor para possível orientação. Foi pedido aos professores que enviassem à Coordenação até sexta-feira, dia 22 de maio: a) número de vagas disponíveis para orientação no próximo ano (lembrando que todos precisam orientar, tendo em vista as determinações de avaliação da CAPES), b) o resumo da linha de pesquisa (somente aqueles que desejam alterar o que está disponível na página do Programa). A partir de 1. de junho o edital será disponibilizado na página do programa. O Professsor Sandro lembrou que atualmente há 25 (vinte e cinco) vagas ociosas no Programa e que podem ser preenchidas no próximo processo seletivo. 6. Exame de Qualificação: O prof. Sandro explicou que o Exame de Qualificação para Mestrado: a)  não precisa passar pela Câmara, mas deve ser homologado pela CEPG. Os alunos ingressantes em 2014 precisam qualificar até janeiro de 2016, para depositar os volumes até 30 de junho de 2016. O pedido de homologação da CEPG precisa ocorrer 60 dias antes da qualificação. Serão elaborados pela Coordenação dois documentos: 1) pedido para Exame de Qualificação, que o orientador encaminhará para a CEPG, via secretaria; 2) ata do Exame de Qualificação, entregue à Secretaria após o Exame. b)  Para o exame de qualificação é necessária a entrega de 04 (quatro) volumes do Relatório, que deve consistir no texto da Dissertação (parcial ou total, de acordo com os critérios de cada orientador) e cópia do Lattes e do histórico escolar do mestrando (para que, principalmente, o examinador externo tenha um conhecimento prévio do percurso do aluno durante o Mestrado). 7. Defesa: O prof. Sandro explicou que o procedimento para a defesa é o seguinte: a)  a banca de defesa precisa ser homologada pela Câmara de Pós-Graduação com antecedência de pelo menos 45 dias antes da data da defesa; b)  entrega de 04 volumes da dissertação; c) também serão elaborados os documentos para o Depósito e a Ata de Defesa, que precisa ser homologada pela Câmara para ter validade. 8. Orçamento da Pós (verba Proap): o programa tem uma verba de R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais). Até o dia da reunião, a Coordenação havia sido informada de que teria até o dia 14 de maio para enviar a tabela com os orçamentos. No entanto, no dia 13, à tarde, a coordenação foi informada de que já haviam enviado a tabela para a CAPES. Em julho haverá novo prazo para fazer a redistribuição dos gastos. A profa. Fernanda, a pedido do Coordenador do Programa, sistematizou o que havia sido discutido na CEPG: a) edital para os pedidos; b) a forma de empenho dos valores, que será utilizada em Julho, quando poderemos fazer a redistribuição da verba. O professor Sandro lembrou que para o próximo ano a verba Proap será determinada por vários fatores, dentre eles: produção docente e discente, cumprimento de prazo de defesa, nota do curso. 9. Cooperação Interinstitucional: a Profa. Fernanda expôs a possibilidade de um acordo entre Unifesp e Unisinos, sobretudo para o desenvolvimento de projetos, troca entre os pesquisadores. Lembramos que, de acordo com a tabela CAPES discutida na última reunião, esse é um item estabelecido pela CAPES para pontuar o Programa. A profa. Fernanda fará a minuta e enviará para a Coordenação para que seja discutida na CEPG. 10. Demanda discente: a)  os alunos solicitam um período de trancamento para as disciplinas (mais ou menos a partir da 3a. semana após o início das aulas). A Coordenação e a Secretaria irão  acrescentar no Calendário do Programa as datas. b)  a representante discente Mayara explicou sobre o Seminário que os alunos estão organizando e os professores orientaram sobre o propósito da atividade e como deve se desenvolver. 11. Nome no diploma: o Prof. Sandro relatou que haverá uma mudança no diploma. Até o mês de março, o mestrando recebia o diploma como “Mestre em Ciências Humanas”, independentemente do Programa. A Câmara conseguiu junto à Pró-Reitoria que cada Programa tivesse seu nome no diploma. O nosso programa solicitou o seguinte nome: Mestre em Letras (área de concentração: Estudos Literários) ou Mestre em Letras (área de concentração: Estudos Linguísticos) 12. Informes: a) O aluno de pós doutorado (Ricardo Lisias Aidar Fermino) sob supervisão da Profa. Mirhiane solicitou um afastamento internacional entre 25 de maio e 14 de junho. Ele irá para a Áustria, a fim de oferecer um curso sobre literatura brasileira contemporânea no Instituto de Estudos Românicos da Universidade de Viena. b) Nos dias 28 e 29 de maio ocorrerá o 1. Seminário Discurso, Mídias, Ensino e Pesquisa, organizado pelo Programa, mais especificamente pela área de Estudos Linguísticos. c) Para dia 16 de julho, o professor Paulo Ramos organiza um Seminário de Pesquisa sobre Quadrinhos, aberto a toda a comunidade. d) A profa. Mirhiane convidou o Prof. Fábio Durão para ministrar um minicurso sobre Sonetos de Shakespeare, o qual acontecerá no segundo semestre de 2015, em data a ser confirmada. Não havendo mais o que discutir, a reunião foi encerrada às treze horas e quarenta minutos. A ata foi lavrada pelo Coordenador do Programa, Prof. Dr. Sandro Luis da Silva.

 

 

Ações do documento